09 agosto 2009

Cumplicidade...


Já publiquei uma vez este texto, da Pauline Réage....gosto muito, tanto dele...
Agora sinto-o de uma forma diferente.
A mesma musica...mas de uma forma...diferente.
As palavras são as mesmas.
Porque me soam tão diferentes?




"Encontravam-se duas ou três vezes por semana, e nunca nas férias, e nunca nos fins-de-semana. O tempo que passavam juntos, ambos o roubavam à família e ao trabalho.
Nas tardes de Janeiro ou de Fevereiro, quando os dias se vão tornando mais compridos e o sol irradia, já do poente, beijavam-se à sombra das pontes.
Os seus refúgios mudavam frequentemente.
No carro.
No bosque.
No bosque cruzamo-nos com pessoas que nos reconhecem.
Restavam os quartos. O mesmo várias vezes seguidas. Ou outros, consoante o acaso.
Há estranhas amenidades na ténue iluminação dos quartos de hotel; o luxo modesto do vasto leito, tem os seus encantos.
E chega a altura em que já não podemos separar o ruído das palavras e dos suspiros e o contínuo zunido dos motores e o chiar dos pneus que sobem a rua.
Durante anos a fio, estas pausas furtivas, na trégua que se segue.....
De pernas emaranhadas e braços esticados...
Eles não tinham noite comum.
Urgia, de repente, a esta ou àquela hora de antemão fixada - o relógio não sai do pulso - voltar a partir.
Urgia, cada qual reencontrar a sua rua, a sua casa, o seu quarto, o seu leito de todos os dias, reencontrar aqueles a quem os ligava uma outra maneira de inexpiável amor, aqueles a quem o acaso, a juventude ou eles próprios se tinham dado de uma vez para sempre, e que ninguém pode abandonar nem ferir quando está no cerne das suas vidas."

Pauline Réage



(Quem não tem disponibilidade emocional para viver a dor, não a terá para se experimentar na consciência do prazer.)



to be continued...

6 comentários:

Pedro disse...

A different time and reality in life creates a different perspective!

bj

Patrícia Manhão disse...

Maybe...

:)

beijo

BlackQuartzo disse...

Porque te soam tão diferentes?

Será porque agora a cumplicidade da paixão será maior e mais forte?

Patrícia Manhão disse...

A tua pergunta fez-me pensar...
Mas acho que não é isso.

Estou mais forte, é certo.
E se calhar compreendo a cumplicidade. Estas cumplicidades.

Deixa lá...
Nostalgias.

leo disse...

... um beijo nostálgico patri ... até um dia....lol

Patrícia Manhão disse...

Até...Leozinho :)

Muitos beijos amigo

 
;